2006-02-06

Última hora



(Para José Saramago)

Eis o rancor sedimentado em sangue,
a nova guerra,
ciclo infernal reinstalado,
os convocados por Deus à dura gesta
de traficar pedras de Satã pelo mundo inteiro,
e que por isso cada dia se lamentam,
sacudindo ridículas barbas e trancinhas
contra o alto muro que fatalmente os distancia
dos crentes de Alá,
a boa gente
que esconde as mulheres,
as apedreja,
ou se faz explodir num mar de tripas,
todos esperando alcançar a luz eterna.

A carne humana é igualmente frouxa e desprezível,
quando se pede,
"Javé-Alá, dá-nos a Bomba",
que sem pestanejar detonaremos
sobre as casas e as vidas dos vizinhos.

Debaixo dum céu ominoso
de crescentes e de estrelas,
quem ousará cantar a causa justa?

1 Comments:

Blogger wind said...

Espectacular!

1:41 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home