2006-02-13

A invenção das estrelas



(à modéstia de alguns notáveis)

Foi bastante anterior
ao teu genial lampejo
a invenção das estrelas.

Quando a luz te iluminou
já o divino criador
extinguira milhões de velas.

Não é imortal quem quer
por mais que um forte desejo
o faça crescer, crescer...

Para mim,
que vim, mas vou,
és um exacto sobejo.


Foto: Alexander Khavanov

2 Comments:

Blogger wind said...

Poema e foto bonitos:)

11:14 da manhã  
Blogger paper life said...

(eu esse tipo de ovos gosto mais deles estrelados)

se os deuses adivinhassem que ia haver tanta estrela não tinham criado o universo. :)

10:13 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home