2006-01-31

Ausente



Eu podia estar ausente,
simplesmente ausente
ou nulo,
como corda de viola, por tanger,
sem que nada se prendesse ao meu olhar
ou às mãos,
e que o presente
fosse o instante de esquecer.


Foto de Denis Chaussende

6 Comments:

Blogger paper life said...

ESte Homem escreve muito bem!

(estarei a repetir-me?) :)

11:22 da manhã  
Blogger wind said...

Demais:) Escreves o que todos sentimos muitas vezes.

1:14 da tarde  
Blogger Lumife said...

Já colocámos o cartaz de promoção do ENCONTRO DE BLOGS EM ALVITO.

Visite também o site do Encontro.

Podemos contar consigo?

3:34 da manhã  
Blogger Su said...

"..e que o presente fosse o instante de esquecer"

gostaria que assim fosse
gostei
jocas maradas

8:17 da tarde  
Blogger Su said...

..e prefiro.o com esta foto:))
jocas maradas

8:19 da tarde  
Blogger folhasdemim said...

Fabuloso!

12:23 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home